Coletor Menstrual Normal Korui
Coletor Menstrual Normal Korui

Coletor Menstrual Normal Korui

R$ 93,00


DESCRIÇÃO

Nossas mães e avós usavam panos reutilizáveis para absorver o ciclo menstrual, e somente há poucas décadas apareceram as versões descartáveis com a promessa de facilitar nossas vidas, mas com esta facilidade também vieram alguns problemas.
Mas felizmente hoje temos novamente opções reutilizáveis, em uma versão moderna, como um convite a resgatar o simples, o natural, e a reconexão com nosso corpo e com o planeta.
O Coletor menstrual Korui é um copinho de silicone medicinal hipoalérgenico, que coleta o sangue menstrual, indicado para um fluxo normal.
Se você está acostumada à absorventes internos o coletor menstrual é a melhor opção, pois facilita muito praticas diárias como yoga, academia e piscina/praia.
Seguro, higiênico, confortável, se ajusta ao corpo e pode ser usado sem incomodo por até 12horas seguidas, dependendo do seu fluxo, inclusive para dormir.

Uso: Basta dobrar e inserir no canal vaginal. Dobras, vide última imagem acima.
Indicação: Fluxo normal.

Higiene: Antes do primeiro uso, ferva o seu coletor de 5 a 10 minutos. Coloque água o suficiente para o coletor não tocar o fundo da panela e queimar. Temos panelinha higienizadora disponível aqui no site.
- Durante o ciclo menstrual não há necessidade de esterilizar o seu coletor entre as trocas, basta esvaziar e lavar em água corrente (fria).

Caso você Plante sua Lua (devolver o sangue menstrual para a terra), você pode esvaziar seu coletor em um recipiente de vidro onde diluirá em água, por ser forte, para devolver a terra. Pode juntar durante todo o ciclo e acrescentar 01 gota de OE de Melaleuca como conservante ou então pode colher/diluir e devolver para a terra diariamente, como preferir.

- No final do ciclo menstrual, seu coletor precisa ser esterilizado antes de guardar até o próximo ciclo:
• No fogão - prefira uma panela esmaltada (ágata) e use somente para este fim. Coloque quantidade suficiente de água para cobrir o seu coletor. Depois que a água começar a ferver, coloque o coletor e conte 5 minutos.
• No micro-ondas - opte por um recipiente de vidro ou silicone, coloque água e o coletor e deixe ferver por 3 ou 4 minutos.
- Após esterilizado, seque-o bem e guarde em seu saquinho de algodão.
- Caso necessite esvaziar seu coletor fora de casa, leve uma garrafinha de água na bolsa para lava-lo.
- Se o seu coletor estiver amarelado, ferva em 500 mL de água com 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio por 5 minutos, ou então deixe de molho em suco de limão diluído em água isso também ajuda a eliminar odores e possíveis fungos e bactérias.
- Caso não seja possível à fervura, deixe seu coletor de molho por 15 minutos em uma solução de 90% de água e 10% de vinagre.
- Para limpar os furos, você pode encher o coletor com água e pressioná-lo até que a água saia pelos furos, ou então usar uma escova de dentes só para este fim.

Medidas: Borda: 43 mm/ Comprimento: com a haste: 70 mm - sem a haste: 49 mm
Volume: Aproximadamente 29 ml
Itens inclusos: 01 coletor menstrual fluxo normal, 1 manual de instruções e 1 saco de algodão orgânico.
Composição: Silicone medicinal
Cor: Branco transparente ou rosa claro (cor flor de cerejeira); conforme disponibilidade.
Origem: Nacional

Obs: este item vem em embalagem de papel e visor de plástico, exigência da ANVISA.

Porque substituir seu absorvente convencional por uma opção natural e ecológica:
• Você sabia que uma mulher em toda sua vida fértil pode usar em média de 10 a 15 mil absorventes?
Isso significa cerca de 150 kg de descarte não biodegradável se acumulando em lixões e aterros sanitários, contaminando nosso solo, ar e lençóis freáticos, sem contar os impactos causados em sua produção.

• Os absorventes convencionais são compostos por:
- Plástico: contém substâncias químicas como BPA, BPS, Phthalates e DEHP.
- Algodão: pode conter agrotóxicos como o glifosato e Dioxina gerada do cloro, que deixa os absorventes branquinhos.
- Algumas versões ainda contam com neutralizadores de odor, fragrâncias, corantes artificiais e a lista de substancias contaminantes continua.
O contato constante dos absorventes com a pele leva estes químicos diretamente para a corrente sanguínea podendo desencadear várias doenças, além de alergias e infecções, ou seja, poluem nosso corpo e ainda poluem o meio ambiente no ato do descarte.